Carta do (profundo) Egoísmo

"Olho para o papel em minhas mãos outra vez e tento não sentir nada, porque só assim tudo de ruim que está dentro de mim agora, poderá ter a chance de escapar para longe...
Ás vezes ainda me pego pensando no motivo que te fez ir embora. Sei que não deveria ser assim, não deveria ser tão egoísta á ponto de querer você só aqui, para mim, para não gastar todo o seu tempo com ninguém mais além de mim.
Talvez você esteja mais feliz aí, no "seu canto", no lugar que você escolheu, no lugar que sempre sonhou em estar. É nessas horas que eu me sinto o pior ser humano do planeta, por não deixar alguém viver seus sonhos, sua vida, por um sentimento tão ruim.
Então se quando você voltar, e ver que eu já não sou mais a mesma porque fiquei com "raiva" pela sua partida, eu entenderei se quiser me deixar...
Mas não pense você, que cometendo um ato desses, eu poderia parar de te amar, porque você sempre vai ser a primeira coisa que eu pensar quando alguém me perguntar sobre o amor. Você sempre me disse o quanto eu era dramática e chorona, mas acontece que naquela época você não me conhecia direito ainda. Quem sabe agora depois de algum tempo separados, você não tenha começado a compreender esse meu jeito, e eu não tenha começado a mudar para me adequar á você...
Olho para a carta outra vez e me lembro dos bons momentos que passamos juntos. Não foram muitos, mas foram o suficiente para me fazer apaixonar por você. Mesmo com suas manias irritantes e com o seu jeito mandão de ser (que no fundo, eu até gostava).
Será possível alguém sentir tanto a falta de uma pessoa que ela nem conhece tão profundamente?
Minhas amigas dizem que sou exagerada, que o amor verdadeiro não é possível ser sentido nesse pouco tempo. Mas elas não te conhecem como eu conheço. Elas não sabem como o meu coração bate muito forte á cada vez que escuto seu nome.
Obrigada por lembrar de mim aqui, mesmo estando aí. E eu também agradeço pela carta. Espero que goste da minha reposta á ela, nem tão profunda, mas nem com tão pouco sentimento. Porque a distância é grande, então espero que minhas singelas (e pobres) palavras possam te alcançar, para que você fique ao menos um pouco feliz ao receber minha carta, assim como eu fiquei ao receber a sua.
E que mais que alguns sorriso ou vírgulas, pontos e reticências, meus sentimentos também cheguem ao seu coração, desse jeitinho, por um simples pedaço de papel..."
Por: Ariane Ferraz

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Não, o texto não é autobiográfico, eu simplesmente pedi um tema para a minha amiga, e ela me pediu para escrever sobre "amor á distância". Não se se atendi ás suas expectativas, mas foi o que veio na cabeça na hora de colocar no papel. Espero que tenham gostado. Não é um texto maravilhoso, nem tão digno de sair num livro ou mesmo numa coluna de jornal ou revista (talvez seja...), mas é o só o meu terceiro texto (e não, não vou colocar os outros dois aqui, porque me dá muita vergonha!).

Não vou colocar indicação hoje. Mesmo porque estou atrasada numas coisas para o blog...
Bom, por hoje é só!

Bjs,
Ariane;)

E lá vamos nós...

Hey! E cá estamos com o primeiro post de 2013 no DREAMER!

Espero que todos as minhas lindas leitoras e amigas, tenham tido uma ótima comemoração de Ano-Novo, e que todos os seus sonhos e metas possam se realizar nesse ano! ^^

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Estava passando pelo meu quarto, bem no momento que minha irmã estava na net, e a peguei rindo em frente á tela do notebook. Curiosa como sou, me aproximei e vi: Um vídeo.
Não um vídeo qualquer, ou um vídeo de música (bem, sim, era um vídeo de música), mas uma PARÓDIA!!!

Ótimo, nem sei pra que esse drama todo.
Enfim, o vídeo é muito engraçado, o canal que o produziu começou agora e só tem dois vídeos, e um deles, não consegui achar par apor aqui, mas você pode vê-lo clicando aqui (sem falar que esse outro vídeo é mais legal que o abaixo). É muito divertido (tirando os palavrões a fins). Espero que gostem!


A pessoa que criou foi bem criativa! XD

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Á nossa indicação de hoje...!:

Anime que estou viciada (sete episódios por dia!!) muito conhecido. Vocês devem conhecer, porque é bem famoso. O nome é: Death Note.
Só li um pouco do mangá (até o volume 7 ou coisa assim), e desisti pra assistir o anime, que é bem mais emocionante e dá mais ênfase nos fatos e coisas assim. 

Sinopse: Sem nada de interessante para fazer no Mundo dos Shinigamis, o Deus da Morte Ryuuku deixa cair intencionalmente na Terra o seu Death Note. O caderno possui poderes macabros: a pessoa que tem seu nome escrito nele, morre! O Death Note acaba indo parar na mão de Raito Yagami. Aluno exemplar, porém entediado, ao descobrir os sinistros poderes do caderno negro, ele decide virar um justiceiro e varrer a criminalidade da face da Terra. As seguidas mortes de criminosos em vários países diferentes acabam chamando a atenção da Interpol, que, por sua vez, pede ajuda ao maior detetive do mundo, conhecido apenas por L?, para resolver o caso. Inicia-se assim um frenético jogo de gato e rato entre Raito e seu perseguidor implacável , enquanto Ryuuku diverte-se com os acontecimentos que se desenrolam em decorrência do uso do Death Note.
Aqui está só uma amostra do anime. Pode parecer meio sombrio. Mas o tema chama a atenção (principalmente a minha, já que é relacionado á temas como "detetive" e "investigação" e etc).


Por hoje é só! 
Até o próximo post!
Bjs,
Ariane;)