Resenha "Ligadas e Antenadas - Inês Stanisiere"

Oie pessoas!
Obrigadinha pelos comentários, recebi com muito carinho!
A resenha de hoje é sobre o livro de uma autora de livros infantis e adultos (principalmente), que eu costumava gostar muito á um tempo atrás.

Título: Ligadas e Antenadas
Autor: Inês Stanisiere
Nº de páginas: 256
Preço: R$32,90
Editora: Galera Record

*Sinopse*
Duas meninas cansadas da mesmice de todos os dias, tiveram uma ideia brilhante: passar uma temporada com o pai do outro lado do mundo, na Tailândia! Um país exótico, uma família completamente louca, dois meninos especiais, as raríssimas pérolas negras, beijos escondidos, o homem com o cabelo mais comprido do mundo... Aventuras incríveis, com direito a micos espetaculares, descobertas, paixão, medo... um diário de viagem como nenhum outro!

*Minha opinião*
Gêmeas loirinhas, de olhos verdes, espevitadas e com probleminhas irritantes, são as personagens principais desse livro. Depois de se cansarem da mesmice do dia-a-dia no Brasil, elas mandam um e-mail (o que elas fazem bastante durante o livro inteiro) para o pai que mora do outro lado do mundo, na Tailândia, com uma nova esposa e família dela. A mãe não concordou no início, mas com várias conversas entre ela e o pai das garotas (que é muito rico), a mulher concordou em deixar as duas filhas passarem um tempo na Tailândia. Só que chegando lá, elas percebem que nem tudo é como nas fotos que elas viram na internet, ou como tudo é diferente, mas um diferente bom, porque nada em fotos, é igual á realidade.

"E, sinceramente, isso aqui tá mais para um hospício do que uma casa normal de família como qualquer outra. Por quê? Vamos por partes. A mulher do papai é uma ex-dançarina por quem ele se apaixonou numa viagem de negócios quando estava passando por aqui tempos atrás. Mais clichê impossível!" pág.66


" A gente tá com saudade de casa, principalmente porque era só a gente e a mamãe. Essa história de morar com a família toda da Mee (a esposa do pai) ao mesmo tempo é muito sinistra. E o pai dela dá medo de verdade. Achamos que ele é um pajé, um mago, um bruxo ou então é maluco mesmo, o que é muito pior." pág.71

Ao decorrer do livro, elas contam em narrativa em primeira pessoa (variando entre a Luiza e a Sofia) sobre tudo o que elas podem falar sobre a Tailândia. Micos, curiosidades, coisas sinistras, medos e até coisas que eu nunca poderia imaginar que fosse assim lá na Tailândia, ou em qualquer outro lugar do mundo.

"Se você acha que já viu de tudo na vida, não sabe de nada. Para ir ao banheiro aqui, é preciso ficar em pé. Na verdade, chamar aquilo de banheiro é um luxo. São uns buracos no chão, e você precisa acertar 'as coisas' lá dentro. Inacreditável!!! E muitos não tem papel higiênico, só uma água do lado, que serve pra você se limpar e despejar de novo no buraco, como uma descarga. Eca, um nojo!" pág.86

Como combinado para viajar, elas tem que mandar um e-mail todo dia para mãe, contando sobre tudo o que fizeram no durante o dia, e acabam mandando um para as amigas também. Para a mãe, elas tentam colocar só as coisas boas, mas para as amigas, elas falam a realidade e verdadeira opinião sobre determinado acontecimento. Os e-mails são até em forma de e-mail mesmo, com aquelas carinhas, o botão de enviar, e o mouse aparecendo do lado.

"Chegamos á uma conclusão assustadora: viemos parar no meio do inferno! Porque as pessoas são loucas, a cidade não faz sentido nenhum, os vendedores atacam as pessoas em plena luz do dia, os tuk-tuks não têm graça nenhuma e, pra finalizar, aqui não tem banheiro." pág.92

O livro é legal, mostra bastante curiosidades sobre a cultura da Tailândia, sobre a religiosidade, mostra várias curiosidades e comidas, então é como se fosse um guia, o que é praticamente a ideia inicial do que elas queriam fazer. Depois de passar um tempo (quase meio ano) na Tailândia, elas percebem que ás vezes, a mesmice do dia-a-dia no brasil, não é tão ruim assim. Ótimo final, e com umas coisinhas a mais que vocês só vão saber se comprarem o livro.

"Ah, viajar é bom, mas voltar é melhor ainda. Nada como se sentir livre de novo. Tudo bem que foi a gente que quis ir e tudo o mais, mas hoje, olhando pra trás, fico chocada em ver como a gente foi corajosa. Se mandar pro outro lado do mundo." pág.212

A autora deve ter tido bastante trabalho para escrevê-lo, porque é bem pesquisado e o bom é que as coisas não ficam chatas ou tediosas, porque ela passa tudo isso, em forma divertida, forma para crianças. O livro é praticamente para crianças (não que outro público-alvo não possa ler), e quem gosta de diálogos, vai amar.
Eu sei que a nota foi meio baixa, mas o livro não é tão ruim quanto parece pelas classificação.

Classificação: 2/5

Gente, fiz uma nova página na coluna alí ao lado << em cima, no menuzinho, onde estão os selinhos (link-me, award e destaque, apesar de eu não saber se ainda vai ter destaque), feitos todos pela minha querida amiga "Fernanda", que como sempre, arrasou. Eu amei, ficou lindo. Obrigada, amiga!
Por hoje é só!

Bjs,
Ariane;)


Séries para as Férias!

Pois é. Nada de novo ou algo do tipo no post... Mas bem, quem bom que gostaram do meme e das respostas. Ainda vou criar um eu mesma, e vou indicar para todas as pessoas que já comentaram aqui (ou no ODT). Aliás, tive uma ideia esses dias...

Obrigada pelos comentários, gostei que algumas pessoas compararam as respostas, que bom que tenho algo em comum com algumas de vocês :D

Já que estamos de férias (eu espero), eu separei algumas das minhas séries preferidas pra vocês. Acho que já conhecem a maioria (ou todas), mas como o frio também bastante, que tal pegar seu computador (ou sua TV), colocar a bunda no sofá, e assistir á essas maravilhosas e espetaculares séries?

The Mentalist
Depois que sua esposa e filha foram assassinadas por um serial killer, Patrick Jane (Simon Baker, aquele que faz uma ponta em "O Diabo Veste Prada") nunca mais foi o mesmo. O cara que enganava as pessoas, fingindo saber seu futuro, e ganhava dinheiro com trapaças e falsas sortes, admitiu que sua vida era uma enganação e entrou para o CBI. Ajudando a polícia com seu grupo de detetives (Lisbon, Cho, Van Pelt e Rigsby), ele usa suas habilidades detalhistas e sua inteligência perspicaz, para achar os criminosos e colocá-los em seu lugar. Mas acima de tudo, ele busca vingança contra "Red John", o cara que matou sua família.

Minha opinião: A série é uma das melhores do gênero que eu já assisti. O mistério em todos os episódios, e o sarcasmo excêntrico de Jane, me hipnotizam. A atuação dos personagens é ótima e eu não imaginaria um elenco melhor. Todos os casos tem um fim surpreendente, graças a Jane que tenta levar as coisas "na brincadeira", para não ficar tudo uma coisa esmorecida.

3 temporadas, com a 3ª em exibição no canal "Warner Channel" pela TV por assinatura ás 21horas, toda segunda.

New Girl
Traída pelo namorado (quem nem é bonito!), Jess  vai morar em um apartamento com três caras (Nick,  Schmidt e Winston), em busca de um recomeço. Os três a ajudam a levar a vida e ao longo da série, Jess descobre mais sobre si mesma, sobre o amor, e ao mesmo tempo, ajuda os rapazes a descobrirem mais sobre eles mesmo também. Com sua amiga modelo Cece, Jess quase consegue alcançar seu objetivo.

Minha opinião: Comédia total. A Jess costuma cantar o que acontece em seu dia-a-dia, Nick é um cara legal, que também acabou de sair de um relacionamento, Schmidt é o galinha rico, e Winston é um jogador de basquete que esteve passando um tempo fora, mas voltou á procura de emprego. Cece é a amiga modelo linda de Jess, que eu sinceramente não gosto muito... Todos os episódios nos apresentam mais sobre a protagonista e nos divertem á custa dos personagens.

1 temporada completa em exibição no canal "FOX" pela TV por assinatura ás 22horas, toda quarta. 

The Vampire Diaries
Quando seus pais morrem em um acidente de carro, Elena e seu irmão Jeremy tentam recomeçar a vida em uma pequena cidade fictícia, Mystic Falls, assombrada por seres sobrenaturais. O foco principal da série é o triângulo amoroso entre a protagonista, Elena Gilbert (Nina Dobrev que é a cara da atriz Victoria Justice!!!) e os irmãos Stefan e Damon Salvatore (Paul Wesley e Ian Somerhalder, respectivamente). Os dois tem um passado sombrio. Mais tarde, a luz é lançada sobre o misterioso passado da cidade, envolvendo a malévola ancestral de Elena, Katherine, que busca vingança contra a cidade e os irmãos originais, que deram origem aos vampiros.

Minha opinião: Apesar do tema clichê sobre vampiros, a série é MUITO boa. Muitas pessoas comparavam (ou comparam) a série com Crepúsculo, mas não TEM NADA A VER. Diferente de Bella, Elena NUNCA quis se tornar uma vampira e ela não é tão sem sal e meio parada como a Bella.
Os irmãos Salvatore são muito legais (até o Damon, que depois conquista todas nós com seu jeitinho de bad boy), e a Elena tem sorte por ter os dois aos seus pés. Tem a melhor amiga Bonnie (que é uma bruxa poderosa), e Caroline, a outra amiga (que é meio metida, mas tem um grande coração) entre outros, que completam a brilhante série baseada nos livros de J.L. Smith (que não tem nada a ver com a série). Quando um episódio começa, fica difícil você parar de assistir.

3 temporadas, com a 2ª em reprise dublada (que eu achei ridículo) em exibição no canal "Warner Channel" pela TV por assinatura, todo dia ás 13horas.

Pretty Little Liars

Rosewood é uma pequena cidade perfeita e maravilhosa. De tão tranquila e intocada, nunca se adivinharia que detém tantos segredos. Alguns dos piores pertencem a quatro amigas – Spencer Hastings, Aria Montgomery, Hanna Marin e Emily Fields - cujos segredos mais sombrios e escuros estão prestes a ser desvendados.
Um ano atrás, Alison, a "abelha-rainha" de seu grupo de melhores amigas, desaparece misteriosamente, sem deixar rastros. Alison as fez acreditarem que seus segredos as uniriam, mas acontece justamente o contrário. Quem poderia dizer qual é a verdade em Rosewood? Parece que todos na cidade estão mentindo sobre algo.
Com o mistério em torno do desaparecimento de Alison, Aria (Lucy Hale) muda-se e depois de um ano retorna a pacata cidade. A partir desse dia, quando todas estão "juntas" novamente, as meninas começam a receber mensagens de "-A" (que as faz pensar que Alison ainda estaria viva), contendo coisas que apenas Alison sabia,(Além de conter várias ofensas as garotas.) Mas não poderia ser Alison, poderia? Com o decorrer da série, são apresentados vários suspeitos. Quem quer que seja, ele/ela parece saber todos os segredos das meninas e está observando cada um de seus movimentos. As meninas são amigas novamente, e elas estarão uma com a outra quando os seus segredos vierem à tona.

Minha opinião: Com muitos mistérios e coisas acontecendo, fica difícil não assistir. A cada final de episódio, vemos um pedacinho de algo que "A" fez, ou está fazendo, mas sem mostrar o rosto, ou qualquer outra parte do corpo. Ficamos com raiva junto com as personagens principais, porque elas sempre se ferram graças á "A", que parece saber todos os segredos delas.
Bastante segredos e pessoas não confiáveis aparecem na série. Com a ignorância das garotas em relação á coisas óbvias, me deixa um pouco com raiva, mas nada que atrapalhe o desenvolvimento e a perfeição da série.

2 temporadas, com a 2ª em exibição no canal "Boomerang" pela TV por assinatura, ás 20horas, toda quarta.

House

House é um infectologista e nefrologista que se destaca não só pela capacidade de elaborar excelentes diagnósticos diferenciais, como também pelo seu mau humor, ceticismo e pelo seu distanciamento dos pacientes, comportamento anti-social, já que ele considera completamente desnecessário interagir com eles.
A série passa-se num hospital universitário fictício chamado Princeton-Plainsboro Teaching Hospital, na cidade de Princeton no estado de New Jersey, nos Estados Unidos.

Minha opinião: Mesmo depois de a série acabar, ainda é uma das melhores que eu já assisti. Todos os episódios trazem suspense (mas nada que assuste, que deixe bem claro), e um pouco de comédia (por causa do House e etc...). Apesar dos nomes das doenças serem um pouco confusas (eu tenho certeza de que NUNCA vou decorar aquelas palavras gigantes e estranhas), isso não importa porque tudo sempre acaba "bem" ou com o final perfeito. Sem dúvida, uma série que merece ser lembrada.

8 temporadas, com a 8ª em exibição no canal "Universal Channel" ás 22horas, toda quinta (eu acho...).

Gente, lembrando: TODAS ESSAS SÉRIES, VOCÊS PODEM ASSISTIR COMPRANDO OS BOXS, OU ONLINE.

Espero que tenham gostado, a maioria acho que vocês já conhecem, mas coloquei aqui só os que eu já assisti ou assisto. Mas vou procurar ver outros, mesmo porque eu assisti outros (sou viciada em séries) que não coloquei aqui. Mas mais tarde posso fazer um post como esse, colocando essas outras séries (que são BEM menos conhecidas, eu garanto).
Por hoje é só. Agora, vou responder os comentários!!

Ari - Skoob
Ariane Ferraz - Facebook
AriaNani - Twitter

Bjs,
Ariane;)

Meme "Complete as Frases"

Oie gente!
Obrigada pelos comentários do post anterior! Recebi todos com muito carinho e já vou respondê-los!

Recebi um meme da "Natália", do blog Don't Makes me Stop, e não sei se vocês sabem, mas eu gosto muito de memes! É tão legal! E foi muito gentil da parte dela me indicar, então eu vou fazer com certeza!

Regras:
*Completar todas as frases.
*Repassar o meme para cinco pessoas e avisá-las sobre.
*Ao repassar as frases, você pode optar por manter as mesmas ou inventar outras.

Meme:


Sou muito... calma. É bem raro eu me estressar com alguma coisa. Minha irmã fica indignada ás vezes por eu ser assim, já que ela é tão impaciente.
Eu não suporto... insetos. Tenho insetofobia, não gosto de nenhum bicho do tipo, nem de borboleta, nem de joaninha. Nem.
Eu nunca... falei palavrão na minha vida. Nada contra quem fala, mas é só que eu nunca precisei deles.
Eu já... fui para a diretoria... Não foi por fazer alguma coisa errada, foi só porque me meti numa brincadeira com pessoas que achava que eram minhas amigas, e no fim, uma menina saiu machucada, e mais de dez pessoas foram para a sala da diretora, inclusive eu.
Quando criança, eu... raspei minha sobrancelha esquerda com gilette, sem querer... Até hoje eu tenho uma falha na ponta, que nem com a depiladora dá pra consertar...
Nesse exato momento, eu quero mesmo é... beber água.
Eu morro de mede de... filmes de terror. Nunca mais assisti um desde que lançou "O Chamado" e eu assisti (sem querer), e então fiquei três ou quatro noites sem dormir.
Eu sempre... raspo o pote em que a minha mãe faz bolo de chocolate :p Ás vezes é melhor do que o próprio bolo rsrsrs...
Se eu pudesse... me pendurava num lustre de loja e ficava balançando (O_O)
Fico feliz quando... consigo fazer o que desejo. Nem sempre eu cumpro todas as minhas expectativas...
Se eu pudesse voltar no tempo, eu... voltava para a quarta série, que foi o melhor ano escolar que eu já tive.
Eu quero assistir a... todos os episódios de "New Girl", "The Vampire Diaries" e "Hart of Dixie" de uma vez.
Quero aprender a... tocar violão. Teclado não bastou pra mim.
Eu preciso... parar um pouco de ler mangá. Já está virando vício!
Não gosto muito... de coisas verdes. Talvez porque me lembrem grama, jardim e jardim lembra insetos... (isso é meio irônico já que o meu antigo blog era verde, e tinha imagens de grama... ¬¬')

Indicados:
*Diana
*Francielle
*Letícia
*Ana Beatriz
*Jennifer

No próximo post, vejo se faço alguma coisa diferente. Esse foi só pra passar o meme (que eu gostei demais xD), e pra avisar que ainda estou aqui!
Obrigada também ás pessoas que me adicionaram no Skoob. Qualquer coisa, "Ari - Skoob". Eu vou em alguns blogs e vocês tem Skoob, mas não tem link para o seu perfil... E acreditem, eu pesquisei lá, mas é muita gente, né?!

Bjs,
Ariane;)

Resenha "A Caminho do Verão - Sarah Dessen"

Oie gente!
Quanta demora pra postar de novo, né? Bem, estava planejando alguma coisa legal pra por aqui, mas como estava demorando demais, resolvi fazer uma resenha mesmo.

Título: A Caminho do Verão
Autor: Sarah Dessen
Nº de páginas: 416
Preço: R$39,90
Editora: iD Editora

*Sinopse*
Colby, uma minúscula cidade do litoral. Férias de verão com o pai e a sua nova esposa, e Thisbe, sua nova irmãzinha. Um emprego em uma boutique totalmente demais. Amizades. Conversas. Romances.
E aí surge Eli, solitário e misterioso, e os dois embarcam em uma busca: para Auden, experimentar uma adolescência sem preocupações que lhe foi negada; para Eli, a recuperação de um acontecimento trágico.
Junte dois solitários numa cidadezinha charmosa de praia e um estoque infindável de noites de verão e... Tudo pode acontecer.
(4ª capa)
Andar de bicicleta é uma das muitas coisas que Auden perdeu a oportunidade de fazer. Mesmo antes do divórcio de seus pais, ela já tinha que fazer o papel da pequena adulta totalmente concentrada na vida acadêmica e que nunca criava atritos - tudo para agradar a mãe.
Mas um verão pode mudar tudo.

*Minha opinião*
Auden (nome da garota, que é em homenagem á um poeta - homem - moderno, famoso por suas obras sobre política, natureza e amor não correspondido), é uma garota que sempre teve que se comportar como uma adulta. Ela perdeu tudo que a adolescência ofereceu á ela, e nunca se importou DE VERDADE com isso. Até ir passar o verão com o pai, a nova esposa Heidi, e sua meia irmã Thisbe, e conhecer Eli.

"- Sabe, se você não sabe andar de bicicleta, não precisa ter vergonha - Eli comentou.
- Eu sei andar de bicicleta, só que faz um tempinho que eu não pratico - respondi." pág. 120

E ela não sabe andar de bicicleta. Ela nunca teve uma infância também. Ela nunca brincou, nunca teve amigas, nunca soube como era te rum pai em casa (porque o pai dela é um escritor que se separou da mãe meio cedo), só tinha o irmão dela. E o irmão dele sempre teve várias namoradas, mas nunca uma fixa, que ele gostasse pra passar o resto da vida. Então, Eli começa a ajudá-la a "recuperar" todo esse tempo. Fazendo tudo o que ela perdeu. Literalmente.

"- Ela nunca fez nada - Eli contou, apontando pra mim - Não foi á festas no colegial, não teve formatura, não dormia na casa das amigas. Nenhuma vida social, nunca - O segurança olhou pra mim, e eu tentei parecer adequadamente retardada culturalmente - Então estamos apenas, sabe, tentando recuperar o tempo perdido, fazendo uma cisa de cada vez. Essa está na nossa lista." pág. 226


Ao longo da história, Auden faz amizade com Maggie, que também faz parte da turma de ciclistas de Colby (a cidade), Leah, Esther, Adam e etc. Seu pai é um cara que fica o dia inteiro, vinte horas por dia, dentro do escritório, escrevendo seu novo livro. Heidi é uma coitada. Ela é legalzinha e não sabe como cuidar de uma criança (ou de sua filha, Thisbe, mas Auden a chama de Isby), então, Auden fica a maior parte do tmepo cuidando de Thisbe, que chora demais!!! Ela tem cólicas o tempo todo, e chora por causa disso, e a mãe não sabe o que faz para fazê-la parar, e o pai... A mãe da Auden é chata. E vive jogando as coisas na cara de Auden, porque ela começa a mudar quando vai passar o verão em Colby e seu irmão, Hollis (cujo nome também é em homenagem á alguém famoso), é o único que "se dá bem" com ela.

"Percebi então por que Maggie tinha tanta certeza de que eu estaria saindo daqui com mais que uma bicicleta no fim do verão. Porque era óbvio. Essa diferença agora era muito clara em mim: eu tive essas experiências, essas histórias, mais dessa vida. Então, talvez não fosse um conto de fadas. Mas essas histórias não eram reais, mesmo... As minhas eram." pág. 382

A história em si é boa, e nos mostra um lado dramático da vida de crianças que não tem infância, cujo pais brigam tanto de noite, que elas (Auden), tem que sair de casa pra ficar longe daquela gritaria. Conta como uma garota recuperou o tempo perdido, e achou com quem recuperá-lo. No fim disso tudo, ela também ajuda Eli, que tinha um "trauma" por causa de um acontecimento de anos atrás. Seus dias são para o trabalho que Heidi arrumou para ela em sua própria boutique, e as noites são para o garoto que a levava para a lavanderia para tomar uma xícara de café e um pedaço de torta (aham.).

No fim do livro, a autora fala quais músicas forma de inspiração para ela durante a escrita do livro, e uma pequena "história" sobre como foi o verão que marcou a vida dela. As páginas são amareladas, o livro é grosso (provavelmente o mais grosso que eu tenho aqui), e a capa é bem a ver com o livro, apesar de eu não ter gostado muito (isso porque eu sou apaixonada por quase todas as capas dos livros que eu vejo).
Só não ganhou quatro ou talvez cinco estrelinhas, porque a história não se desenvolveu, só ficou alí, naquela rotina de, bebê chorando, trabalho na Clementine's, aguentar Heidi, e de noite passear. Sabem? Parece que não vai ter um fim feliz, ou pelo menos "legal" para a Auden. Sem falar que eu não gostei muito da protagonista. Sei lá, talvez por ela ser diferente de qualquer outra dos livros que eu já li, ou por ela ser meio impulsiva ás vezes e por ser um pouco irritante. Mas eu gostei do final.

Classificação: 3/5

Pessoal, obrigada pelos comentários de apoio ao novo domínio (blogger) e aos elogios com relação ao layout, a cor... Que bom que vocês gostaram!
E obrigada ás pessoas que estão me seguindo na coluna aqui ao lado >> Estou muito feliz!
Ah, outra coisa: Eu fiz um perfil no Skoob. Acho que todos sabem o que é o Skoob, mas pra quem não sabe, é um site onde você adiciona no seu perfil os livros que você já leu, os livros que via ler, os que abandonou, o que está lendo, relendo e etc. Eu não sei como se mexe muito bem nele ainda, mesmo sendo português (ás vezes pego mais rápido as coisas que são em inglês.... rsrsrs), mas vou entendo aos poucos.

Skoob - Ari

E obrigada também ás pessoas que me aceitaram no Facebook e no Twitter :)
Por hoje é só. Beijos e até o próximo post!

Ariane;)

Mudamos! Agora é aqui!

Oie gente!!!
Muito obrigada por terem me acompanhado esse tempo todo (quem me conhece desde 2009 vai entender), e também aqueles que me conhecem desde esse ano. Espero que vocês tenham gostado do "One Day a Time", porque eu passei bons momentos alí...! Ele está em hiatus no momento (hiatus pra quem não sabe é um tempo parado, estacionado e etc),  e talvez eu volte com ele um dia. Mas eu ainda tenho a senha da UOL, e vou ficar mexendo nas páginas internas por lá, então não tem como eu esquecer.
Eu sei que o endereço desse blog é meio estranho (somniator-girl), mas é porque quando eu estava pensando num nome para o novo blog, veio "Dreamer" que quer dizer "Sonhadora (sonhador)". E isso eu sou bastante, e gosto muito de ser assim.
E se você não pesquisou no Google Translate o que quer dizer Somniator, eu te digo: quer dizer "Sonhadora" em latim. Eu fiquei procurando um jeito pra por na URL, mas ele dizia que todos os quais eu colocava, "já existiam"... ¬¬'
Então, eu coloquei em várias línguas (algumas eram hieróglifos...), e aí, eu gostei dessa. Até eu me confundo ás vezes pra digitar lá em cima, mas qualquer coisa, é só me adicionar aos Favoritos!!! rsrsrsrs...

As resenhas do ODT (abreviação para One Day a Time), estão no link alí em cima ^^, "resenhas". Estão lá todas as resenhas já feitas por mim. Mas os posts antigos.... Bem, eu ainda tenho.

Vou providenciar um link-me, e aos meus parceiros, podem deixar esse mesmo banner, com a imagem do outro blog, porque não tem problema. Se quiserem atualizar o endereço pra cá... Estão á vontade. Agora, se não, bem, quando a pessoa for no ODT, ela vai ver a mudança de endereço e etc...

Vou atualizando as coisas aos poucos, e os comentários do post passado do ODT, eu vou responder e a partir daí, comentem aqui!!!!

Bjs,
Ariane;)